Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

AGRICULTORES DA CALIFÓRNIA PODEM SER OBRIGADOS A MUDAREM-SE PARA O SUDESTE

Mäyjo, 25.04.15

california_SAPO

O estado da Califórnia é o principal produtor de “verdes” dos Estados Unidos, sendo responsável por 81% das cenouras cultivadas no país, 86% das couves-flor, 74% das framboesas, 95% dos brócolos e 91% dos morangos.

No entanto, as três principais regiões de cultivo – Imperial Valley, Central Valley e Salinas Valley – debatem-se com vários desafios de longo prazo, sobretudo por falta de água. Segundo Tom Philpott, responsável pela secção de alimentação e agricultura da revista Mother Jones, os Estados Unidos têm que se “descalifornicar” – a palavra soa melhor em inglês, de-californify – rapidamente. Em causa está o fornecimento de frutas e vegetais para o país, tornando-o mais diversificado, resiliente e preparado para as alterações climáticas.

Philpott comparou o mapa da produção agrícola norte-americana com o mapa da precipitação anual do país e chegou à conclusão que o oeste, onde está a grande parte da produção de frutas e legumes, é árido, ao contrário do leste, onde há muita chuva e neve.

A Califórnia é um mundo à parte e, embora passe pela pior seca dos últimos 1.200 anos, os cientistas prevêem que o século XXI seja menos chuvoso que o século XX. Por isso, em artigo publicado no New York Times, Philpott sugeriu levar parte destas plantações para os estados do delta do Mississippi: Arkansas, Mississippi, Missouri, Tennessee, Louisiana, as Carolinas, Alabama e Georgia.

Estes estados – o Cotton Belt – plantaram mais de 1,6 milhões de hectares de algodão em 2014. No entanto, as várias décadas de preços baixos globais do algodão espremeram os lucros dos produtores deste estado. “Porque não mudar parte destes hectares em culturas com um mercado doméstico robusto”, pergunta o autor?

A ideia foi bem recebida por Ferd Hoefner, director de políticas da National Sustainable Agriculture Coalition que, de resto, afirmou que há já vários pequenos produtores nestes estados. “Há muitas empresas empreendedoras que chegam, compram terrenos, plantam produtos e introduzem novos vegetais na cadeia de fornecimento, numa escala maior”, revelou.

A seca extrema da Califórnia está a preocupar os norte-americanos – e não apenas os governantes ou californianos – e o país prepara-se para mudar uma tradição agrícola de centenas de anos. Isto sim, é reagir rapidamente aos novos desafios do dia-a-dia.

Foto: benketaro / Creative Commons